sábado, 2 de maio de 2009

ALELUIA: POEMA PARA CHE GUEVARA ESCRITO POR SÉRGIO RICARDO


Che Guevara não morreu
Não, não morreu, Aleluia
Che, eu creio no teu canto
Como um manto em minha dor
E que todo desencanto
seja ressuscitador
Vejo o mundo dividido
Contenplando o reviver
Da esperança que morria
No silêncio do teu ser
Che Guevara não morreu
Não, não morreu, Aleluia
Che, eu creio seja eterna
Esta rosa agreste e branca
Brotada no teu sorriso
Que nem mesmo a morte arranca
E que siga em tua estrada
Outro irmão com tua mão
Com teu fuzil retomado
Com teu risco e decisão
Che Guevara não morreu
Não, não morreu, Aleluia
Che, eu creio em tua volta
Sem dar muita explicação
Como a folha vai no vento
Como a chuva no sertão
Ouço a América entoando
Novamente o canto teu
Espalhando pelos campos
A morte que não se deu
Che Guevara não morreu
Não, não morreu, Aleluia

Um comentário:

www.educaja.com.br disse...

Lindo poema. Representa bem um ser que, com seu olhar singular via a pobreza, a humilhação e a injustiça e lutava contra estes males.

Postar um comentário